Preparando-se para a TPM - Parte 3 - Lidando com os nossos Sentimentos

0 Comments

"Oh, a devastação que é provocada, a tragédia, a miséria e desgraça que encontramos no mundo simplesmente porque as pessoas não sabem como lidar com suas emoções!" D. Martyn Lloyd-Jones (3)
Meus sogros têm um cachorro chamado Bailey que o meu filho de 4 anos, Jack, adora colocar na coleira e puxar pelo quintal. Pobre, paciente, Bailey! Está na cara que ele preferia estar cochilando no tapete; mas que escolha ele tem? Ele está na coleira e o Jack está correndo em círculos. Então o Bailey corre em círculos.
Quando se trata dos meus sentimentos inconstantes (que me atingem certa época todos os meses) eu às vezes me sinto como o Bailey na coleira. Muitas vezes eu sigo meus sentimentos como que correndo em círculos, esquecendo que eu sou o dono e a coleira deveria estar nos meus sentimentos, não em mim.
Se me sinto "irritável" pode ser que eu diga coisas desagradáveis. Se me sinto deprimida, talvez eu chore. Se me sinto com medo, eu posso me retrair. Se me sentir desanimada, minha vontade é de me encolher e voltar a dormir. Obviamente eu não preciso freqüentar a escola da obediência! Não, eu preciso lidar com meus sentimentos em vez de deixar os meus sentimentos me dominarem. É a "saída número 1" do labirinto hormonal.
D. Martyn Lloyd-Jones fala no seu livro (que recomendamos) Depressão Espiritual:
"Evite o erro de concentrar demais em suas emoções. Acima de tudo, evite o terrível erro de colocá-las no centro... Se você as colocar ali, estará se condenando à infelicidade porque não está seguindo a ordem que o próprio Deus estabeleceu... Afinal o que temos na Bíblia é a verdade; não é um estímulo emocional, não é algo destinado primariamente a nos dar uma experiência jubilosa. É antes de tudo, verdade, e verdade é algo dirigido à mente, o dom supremo de Deus ao homem; e é quando compreendemos a verdade e nos submetemos a ela que as emoções se seguem." (4)
É compreendendo e nos submetendo à Verdade que colocamos uma coleira nos nossos sentimentos e eles, então, devem nos seguir. A princípio eles nos seguirão lentamente mas no final, quando colocarmos a Verdade no centro de nossas vidas, nossos sentimentos entrarão na linha. Qual é a Verdade? D. Lloyd-Jones novamente:
"Ponham no centro o Único que tem o direito de estar ali, o Senhor da glória, que tanto amou a vocês que foi à cruz e levou sobre Si o castigo e a vergonha dos seus pecados, e morreu por vocês. Busquem a Ele, busquem a Sua face e todas as demais coisas lhes serão acrescentadas" (5)
Somente a Verdade do Evangelho é mais poderosa que nosso sentimentos instáveis.
Então, não importa como seus hormônios estão enfurecidos hoje ou quanto o "Dia dos namorados" (6) possa fazê-la sentir-se só, desapontada ou deprimida. Ponha no centro o Único que tem o direito de estar lá: nosso Salvador! E diga aos seus sentimentos que se curem.


Nicole Whitacre 




(1) Este é o terceiro de uma série de 17 posts publicada no blog Girl Talk entre os dias 12/02/08 a 06/03/08 

(2) Nicole Whitacre é a primogênita da Carolyn Mahaney e uma das contribuintes do site Girltalk
 

(3) Estas postagens foram feitas na época em que os americanos comemoram o Valentines's Day que é mais ou menos o equivalente ao nosso "Dia dos Namorados"
Fonte: Extraído do site GirlTalk. parte3

Tradução: Priscila Bernardi Heyse e Ester Bernardi Marafigo




Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.