Fé - Antidoto Contra a Asiedade

16:50:00 Adriana de Paula 4 Comments

      Na nossa caminhada com Cristo, alguns velhos companheiros insiste em nos acompanhar. Eles persistem em querer prosseguir a viajem conosco.Não o convidamos para fazer parte da nossa nova jornada, mas quando menos esperamos, lá está ela. Esta companheira que insistimos em mandar embora é a ansiedade, mas ela vem chegando de mansinho, e mesmo contra a nossa vontade que é mantê-la longe, ela se manifesta. 
     Já faz alguns dias que a ansiedade tem tentado caminhar comigo. Sei que muitas mulheres como eu, luta para que a ansiedade não nos domine, pois ela paraliza a nossa fé. Mas como não ficar ansiosa e preocupada diante de tantos problemas que nos cercam? Diante de tantas exigências e responsabilidades? Diante das incertezas?
   
   No meu caminhar com Cristo, tenho aprendido que a confiança nas promessas de Deus e a gratidão por tudo o que Ele é, por tudo o que Ele fez e fará é o melhor antídoto para combater a ansiedade. 


  Como diz uma nota na bíblia da mulher: "A preocupação é o oposto da fé, e o ato de preocupar-se sugere que Deus não é digno de confiança para cuidar de nossa vida e suprir todas as nossas necessidades. Ela provoca o medo, que exclui a fé da nossa vida."


     Não deixe que a ansiedade e as preocupações abalem a sua fé. Mais do que nunca, creia com fé nas promessas de Deus e no seu cuidado. 


    Quero compartilhar com você um texto  que encontrei na internet,sobre confiar nas promessas de Deus.Minha querida use a sua fé, ela é o antidoto conta a ansiedade que insiste em não te deixar. No próximo post, falarei sobre a gratidão, uma outra arma que podemos usar contra a ansiedade.  
 

* Quando estou ansioso sobre alguma nova aventura arriscada ou reunião, eu combato a descrença com a promessa: "Não temas, porque eu sou convosco, não vos assusteis porque eu sou teu Deus, eu vou ajudar você, eu te fortaleço, e eu te protejo com a minha mão direita vitoriosa "(Isaías 41:10).


* Quando estou ansioso sobre meu ministério ser inútil e vazio, eu luto contra a incredulidade com a promessa: "Assim será a minha palavra que sai da minha boca, não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz, e prosperar naquilo para que a designei "(Isaías 55:11).


* Quando estou ansioso sobre ser muito fraco para fazer o meu trabalho, eu combato a descrença com a promessa de Cristo: "Minha graça é suficiente para você, meu poder se aperfeiçoa na fraqueza" (2 Coríntios 12:9).

* Quando estou ansioso sobre decisões que tenho a fazer sobre o futuro, eu combato a descrença com a promessa: "Vou instruir e ensinar a você o caminho que deves seguir; vou aconselhá-lo com os meus olhos" (Salmo 32: 8).


* Quando estou ansioso sobre encarar oponentes, eu combato a descrença com a promessa: "Se Deus é por nós quem será contra nós!" (Romanos 8:31).


* Quando estou ansioso sobre estar doente, eu combato a descrença com a promessa de que "E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança;e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança.Ora, a esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado." (Romanos 5:3-5).


* Quando estou ansioso sobre ficar velho, eu combato a descrença com a promessa: "E até à velhice eu serei o mesmo, e ainda até às cãs eu vos carregarei; eu vos fiz, e eu vos levarei, e eu vos trarei, e vos livrarei."(Isaías 46:4).

* Quando estou ansioso sobre morrer, eu combato a descrença com a promessa de que "nenhum de nós vive para si mesmo e nenhum de nós morre para si mesmo, se vivemos, vivemos para o Senhor e se morremos, morremos para o Senhor.Então, se vivemos ou morremos somos do Senhor.Por esta razão Cristo morreu e ressurgiu: para que pudesse ser Senhor tanto dos mortos como de vivos "(Rm 14:9-11).

 * Quando estou ansioso para que eu possa fazer naufrágio da fé e se desviar de Deus, eu combato a descrença com a promessa: "Aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até o dia de Cristo" (Fl 1.16) "Fiel é o que vos chama, o qual também o fará."(1 Tes 5:23). 

"Por isso, também pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles." (Hebreus 7:25).




Adriana de Paula 

4 comentários:

O Dom da Influência

14:39:00 Adriana de Paula 0 Comments


      O Dom da Influência

     Como mulheres, temos sido posto por Deus para ser ajudantes, o que significa que nós também fomos equipado com o poder de influência - para sugerir, orientar, incentivar e oferecer a sabedoria que você adquiriu pelo caminho. Influenciar pode ser uma das principais maneiras de se praticar a ajuda, por meio de nossas palavras e atitudes.

    Considere Dalila a partir do livro de Juízes. Esta mulher era empregada por seus compatriotas para enganar o juiz israelita Sansão. Ela usou todos os seus artifícios femininos para convencer Sansão a revelar o segredo de sua  tão grande força, para que os filisteus pudessem entrar e dominá-lo. Em três ocasiões diferentes, ela disse: "Declara-me, peço-te, em que consiste a tua grande força, e com que poderias ser amarrado para te poderem afligir." (16:6). Como Sansão era apaixonado por ela, ele acreditava que ela estava jogando algum tipo de jogo de amantes, e ele brincava com ela dando respostas erradas.Finalmente, quando as palavras de Dalila e o seu charme  não tiraram de Sansão o seu segredo, ela  o incomodou de  verdade, perturbando-o verbalmente, até que ele cedeu, revelando o seu segredo. Os resultados foram desastrosos. Dalila simboliza o uso indevido do dom feminino de influência.de uma mulher.

    Uma mulher que usou o dom para o bem dos outros foi Ester. Na verdade, ela arriscou sua vida . Ela elaborou um plano para ganhar o favor do rei para que ele pudesse confiar nela quando expostos a ele um plano para matar ela e seu povo. Esther salvou a vida de muitas pessoas, e ela fez isso por meio de sua habilidade concedida por Deus para influenciar.

    Deus não nos deu esse dom para que pudessemos satisfazer nossos desejos egoístas.Será que vamos usar o dom de influência para ganho egoísta como Dalila fez? Ou será que vamos usá-lo para o bem dos outros, como Ester? Vamos enfrentar essa escolha cada hora de cada dia.

Lydia Brownback

0 comentários:

A ESCOLHA DE DEUS

11:10:00 Adriana de Paula 1 Comments

"Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" I Cor 1.27
   
     Ontem, 2º domingo de Dezembro, nós cristãos comemoramos o dia da Bíblia. Em algumas igrejas fazem uma programação toda especial em homenagem ao livro que é a boca de Deus falando ao homem,e que apesar de todos os esforços contrários para destruí-la, ela sobreviveu e está mais viva do que nunca,"Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração" Hebreus 4:12.

     Não sei se você já leu a Bíblia toda, mas creio que todo o bom cristão já tentou...Geralmente embaraçamos naquelas intermináveis genealogia, onde os escritores listam a linhagem de 'fulano gerou fulano'.

     Me recordo de quantas vezes fiquei impaciente ao ler uma genealogia, e frustrada, ao perceber que naquelas extensas listas escritas pelos escritores do Antigo Testamento só haviam nomes masculinos, pois as mulheres não eram incluidas quando listavam uma determinada linhagem. Mas quando nós viramos a página do Antigo Testamento para o Novo Testamento, vemos Deus honrando as mulheres de uma forma totalmente nova. Mesmo na linhagem de Jesus registrada em Mateus no capítulo um, podemos ver quatro mulheres, além de Maria na lista! 

    Quem seriam estas quatros mulheres? Se fosse você e eu, quem escolheríamos para reconhecer as mulheres nas Sagradas Escrituras  e fazer parte da linhagem de Jesus, o filho de Deus? Eu talvez escolheria a esposa de Noé, que tinha que ser muito submissa  e paciente para aceitar a idéia de seu esposo, e passar todos aqueles dias com aqueles animais.

    Ou quem sabe eu escolheria a Joquebede, mãe de Moisés, uma mulher que com sabedoria salvou seu filho de ser dizimado com os demais meninos, que eram mortos ao nascer, por ordem do rei Faraó.

    Ou talvez eu escolheria Sara. Afinal, ela deu à luz a uma criança quando ela tinha noventa anos!  

    Mas não Essas não são as mulheres que Deus escolheu para ser listada na linhagem de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Ele escolheu Raabe - uma mulher que havia sido prostituta antes de ela se juntar ao filhos de Deus. 

    Ele escolheu Tamar. - Que teve uma relação incestuosa com o seu sogro.

    Ele escolheu Bate-Seba - que teve um caso com o rei Davi e teve um filho. 

    E Ele escolheu Rute - uma mulher de uma nação amaldiçoada.

    Muitas vezes não entendemos a escolha de Deus,
pois Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" (I Cor 1.27).

    Estou tão feliz que essas são as mulheres que Deus escolheu. Através dessas mulheres, vemos que não há lugar tão longe de Deus que Ele não pode nos salvar, nos redimir, e finalmente nos usar para Sua glória . Seu braço não é demasiadamente curto para nos salvar do abismo mais profundo. Isso era verdade para aquelas quatro mulheres, e é verdade para você e para mim. 

    Estou tão agradecida, porque o Senhor escolhe as coisas fracas deste mundo para envergonhar os sábios e fortes. Eu sou uma dessas "coisas fracas" e  de vez em quando fico a me perguntar: o que Jesus viu em mim para me chamar?as vezes me espanto com o que o Senhor faz por mim e em mim e através de mim, mas então me lembro que a escolha de Deus é loucura para o homem, pois Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes" I Cor 1.27

Adriana de Paula 

1 comentários: