Encerramento Palestra "Mulheres que Edificam" CPA IV- 1ª Etapa

2 Comments
Só tenho que agradecer a Deus pelo abençoado encerramento das palestra realizada na Igreja Assembléia de Deus do CPA IV. Foram sete palestras ministrando o tema do livro  "Mulheres que Edificam" . Foi tremendo o que Deus fez e ainda vai fazer na vida de muitas mulheres e nos lares naquele lugar. No ultimo dia da palestra, falei sobre o ultimo capitulo do livro " O Acabamento" . Sabemos que o acabamento é a parte mais cara de uma construção. O acabamento é a aparência da casa,  e é geralmente  no acabamento que se imprime o gosto do dono da casa, isto é, o acabamento se identifica com o dono da casa. Neste ultimo capitulo, fui levada pelo Senhor a falar da aparência da nossa casa, refletindo um pouco sobre a verdadeira aparência da mulher sábia. Uma aparência que nasce do coração.
Sabemos que o mundo tem o seu padrão de beleza ( de aparência ) pré definido. Basta abrir uma revista , ou dá uma olhada nos outdoor que você terá uma ideia de que o mundo considera uma mulher bonita e de aparência. Mas o que a Bíblia diz a esse respeito? A Bíblia diz que a verdadeira beleza de uma mulher nasce de um espírito manso e quieto ( 1Pe 3. 3-5). Mas eu te pergunto: É fácil possuir um espírito manso e quieto, diante das circunstâncias do dia a dia? Não! Ainda me lembro como foi difícil chegar na igreja do CPA IV no ultimo dia da palestra com um espírito manso e tranquilo. Justamente no dia em que eu ia ministrar sobre a verdadeira beleza de uma mulher fui colocada em prova... O meu esposo chegou do serviço atrasado e não estava em um dos seus melhores dias... Saímos de casa atrasados e ainda precisávamos deixar o nosso filho na nossa igreja para o ensaio dos adolescentes... O trânsito estava horrível... O carro não ajudava... E quando fui procurar um material que eu havia preparado para fazer uma dinâmica com as irmãs, eu havia esquecido em casa...E em meio a todas aquelas circunstâncias parece que o espirito manso e tranquilo queria dar lugar a um espírito agitado e impaciente,e a minha velha natureza pecaminosa queria emergir gritando para o meu marido: Por que você não chegou cedo? Você sabia que eu tinha um compromisso importante hoje e que eu não posso   chegar atrasada!
Por que eu te esperei? Por que eu não vim sozinha? Por que você demorou tanto no banho? Por que você não se aprontou rápido, você sabe que eu estava com pressa!  Você sabe o quanto moramos longe do CPA IV ! Mas com os olhos cheio de lágrimas permaneci calada e comecei a orar em espírito: Senhor me ajuda a ser mansa e tranquila, sei que não é fácil, mas se o Senhor me ajudar eu vou conseguir! A minha vontade era voltar para casa,  pois como eu iria ministrar se lá no fundo do meu coração eu estava agitada e impaciente e a minha vontade era agir como uma mulher tola e insensata. Mas quando eu entrei na igreja, eu recebi  um abraço de uma mulher que me disse: Irmã Adriana, eu não poderia deixar de trazer uma lembrança para você neste ultimo dia de palestra, você não pode imaginar como estes estudos mudaram a minha vida. Eu tenho quarenta anos de casada e nunca aprendi como tenho aprendido nestas ultimas semanas.Tenho tratado o meu marido diferente, o meu lar está uma benção.Eu não podia acreditar no que eu estava ouvindo! Uma senhora de quase 60 anos com quase quarenta anos de casada me dizendo: Nestas ultimas semanas tenho tratado meu marido diferente e tenho sido uma outra mulher!  Enquanto ela falava, com os meus olhos cheio de lágrimas eu dizia para mim mesma: Vale apena! Vale apena todo esforço, todas as angustias, vale apena deixar todo o eu de lado e aceitar o propósito de Deus para minha vida, que é ser mansa e tranquila. Como as palavras daquela mulher me consolaram e me deram um novo ânimo para prosseguir para aquilo que o Senhor também me chamou: Ensinar outras mulheres, cumprindo assim uma ordem divina: "As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem, para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, a {serem} moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seu marido, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada." ( Tito 2.3-5)


You may also like

2 comentários:

  1. Fui convidada dar uma palestra nunca tive essa experiência irma pode me ajudar tema mulheres edificando provébrio 14 1

    ResponderExcluir
  2. Fui convidada dar uma palestra nunca tive essa experiência irma pode me ajudar tema mulheres edificando provébrio 14 1

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.