Os desafios para Edificar uma casa abençoada

0 Comments


Ontem foi a primeira reunião da MEL - Mulheres que Edificam Lares , de 2017. Saí de lá tão agradecida em ver tantas mulheres sendo restauradas pelo Senhor, sendo curadas do seu jeito de pensar e das atitudes que não glorificam a Deus.
Sempre digo nas reuniões da MEL que EDIFICAR é uma decisão. Todos os dias eu preciso decidir edificar ao invés de derribar. Até mesmo porque derribar é mais fácil que edificar.  Edificar exige esforço, renúncia, controle próprio e tempo. Não se edifica de um dia para a noite.  Cada dia é um tijolo que assentamos na 'construção família' que estamos erguendo.

Não são poucos os desafios que enfrentamos, para erguer uma casa abençoada. Desafio estes, que precisam ser transpostos, ultrapassados e vencidos! Por isso  inspirada na ministração da reunião da MEL de ontem, estarei compartilhando com você em uma série de post sobre 'Os desafios de Edificar uma família abençoada'.

Acredito que um dos maiores desafio seja nós mesmas. Eu sei que você gostaria de ouvir que o seu  maior problema é o seu marido, os seus filhos, a nora ou o genro, e até mesmo a sogra, mas não. O maior desafio e problema é vencer a você mesma. É vencer a nossa natureza pecaminosa, o nosso eu, os nossos viciozinhos, as nossas maniazinha, os nossos mimimi. É olhar para você mesma e fazer uma análise como o salmista fez: 'Vê se há em mim algum caminho mal...' Mas uma análise sincera, vindo de um coração que deseja desesperadamente ser transformado e mudado pelo Senhor.

Quando aceitamos o chamado de Deus para edificar com sabedoria, o primeiro embate será entre a nossa carne e o nosso espírito. Será uma luta travada. O espírito de um lado dizendo para você ser tolerante com o marido que te deixou meia hora te esperando na porta do consultório, e a carne gritando para você dar a maior bronca. O espírito de um lado dizendo para você ser paciente e ensinar pela milésima vez o seu filho ou filha a arrumar a cama pela manhã, e a carne gritando para você corrigir com severidade. O espírito de um lado dizendo para você ser misericordiosa e a carne do outro dizendo para você impor autoridade, ou melhor austeridade. Será uma luta e tanto!

Tenho vivenciado essa luta. Não foram poucas as vezes que supliquei desesperadamente ao Senhor por mudança e transformação.  Quantas vezes em lágrimas orei a Deus pedindo  para ser uma mulher melhor. Lutei com Deus como Jacó lutou no vau de Jaboque.
Se você conhece a história de Jacó sabe o quanto ele precisava de uma transformação. Com uma vida carregada de erros, mentiras, engano, Jacó precisava desesperadamente que Deus o mudasse. E foi justamente isto que Deus fez! Ao mudar o nome de Jacó para Israel Deus estava mudando seu jeito de ser. O nome de Jacó implicava em um passado que ele não queria mais viver. Por isso ele lutou a noite toda com o anjo do Senhor. Não sei quanto tempo você lutará com você mesma e com Deus por sua transformação, mas não desista. Continue lutando, continue insistindo, até Deus tocar em você. Em Jacó Deus tocou na coxa, deixando-o manco, simbolizando que daquele dia em diante Jacó seria totalmente dependente de Deus. Não sei em que área de sua vida Deus precisa tocar, mais uma coisa é certa, se você começar a lutar com Deus pela sua mudança e trasformação para ser uma esposa melhor, uma mãe melhor, uma mulher melhor, Deus certamente o fará!
No amor de Cristo,
Adriana de Paula.





Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.